a
a
a
Filiado a Fenattel CUT
Parceiros
  • cut
Filie-se

NÃO FIQUE SÓ, FIQUE SÓCIO DO SINDICATO


Os sindicatos são organizações de representação dos interesses dos trabalhadores, criadas para compensar o poder dos empregadores na relação contratual sempre desigual e reconhecidamente conflituosa entre capital e trabalho. Nascem na primeira metade do século XIX, como reação às precárias condições de trabalho e remuneração a que estão submetidos os trabalhadores no capitalismo.


Ao final do século XIX, os sindicatos obtiveram reconhecimento institucional nos principais países industrializados. Desde então, têm exercido papel fundamental na organização da classe trabalhadora para a luta por uma sociedade justa e democrática, pressionando pela ampliação dos limites dos direitos individuais e coletivos ainda hoje estreitos em muitos países, entre os quais o Brasil.


O movimento sindical, como instrumento de defesa dos direitos e interesses da Coletividade, em geral, e da classe trabalhadora, em particular, foi uma das conquistas do processo civilizatório, de um lado porque objetiva promover uma melhor distribuição de renda, combatendo a desigualdade social, dentro do regime democrático no sistema capitalista, e, de outro, porque reconhece a existência do conflito e permite a sua solução de forma negociada, mediante regras e procedimentos quase sempre protegidos por lei.


A palavra sindicato tem origem na expressão francesa syndic e significa “representante de uma determinada comunidade”. Entretanto, é de autoria dos sociólogos e ativistas sociais ingleses Beatrice e Sidney Webb a definição: Sindicato é: “união estável de trabalhadores e trabalhadoras para a defesa de seus interesses e implementação da melhoria de condições de vida”.


A palavra trabalho tem origem do latim tripalium, termo formado pela junção dos elementos tri, que significa “três”, e palum, que quer dizer “madeira”. Tripalium era o nome de um instrumento de tortura constituído de três estacas de madeira bastante afiadas e que era comum em tempos remotos na região europeia. Desse modo, originalmente, "trabalhar" significava “ser torturado”.


Só no século XIV começou a ter o sentido genérico que hoje lhe atribuímos, qual seja, o de "aplicação das forças e faculdades (talentos, habilidades) humanas para alcançar um determinado fim".


Filiar-se ao Sindicato é apoiar política e financeiramente as reivindicações dos trabalhadores. Tomando a lógica do capital, é assegurar o funcionamento da entidade como se fosse um seguro do direito do trabalho que pode ser acionado a qualquer momento com a diferença de que mesmo que o trabalhador não tenha recolhido suas obrigações financeiras o Sindicato o apoiará perante os conflitos e prejuízos iminentes.


Filiar-se ao Sindicato é proteger e ampliar os direitos do trabalho.